COMPARTILHE

18 de setembro de 2020

SEMPRE VESTIDA DE PÉROLAS

Quando falamos sobre os ícones da história usando pérolas, no mundo da moda muitas vezes pensamos em Coco Chanel, Grace Kelly e Jackie Kennedy. Mas onde estão nossas lembranças com ídolos de raças e etnias diferentes da caucasiana?
                            
                                                                                                         

Temos uma perspectiva de embranquecimento do passado onde muitas vezes esquecemos de grandes estrelas da moda como a Josephine Baker, que além de dançarina, era cantora, espiã, mãe, mulher preta e um ÍCONE FASHION!

                              

                                                                          


Nascida em 3 de junho de 1906, em Saint Louis, Missouri, a Vênus Negra, como foi chamada na época, era conhecida pela sua força, sensualidade, humor, sensibilidade para causas sociais e principalmente conquistou fama por seus looks e colares de pérolas.

                       JOSEPHINE BAKER ~?

                                                                                                                                                               

Como se não bastasse deixar seu nome cravado na história da moda, por conta do seu bom gosto e looks incríveis, Josephin teve um papel importantíssimo na Segunda Guerra Mundial atuando como espiã onde ajudou muito na resistência à ocupação enquanto realizava suas apresentações para os oficiais alemães. Baker escrevia as informações que havia coletado em suas partituras com tinta invisível, passando-as clandestinamente através das fronteiras em sua roupa íntima e contando com sua fama para que não fosse revistada. E como se não fosse suficiente, ainda abrigou muitos refugiados e revolucionários em sua casa, camuflando-os como parte de sua banda. Depois da guerra, Josephin foi condecorada com a Cruz de Guerra das Forças Armadas Francesas e a Medalha da Resistência. Recebeu também, do presidente Charles de Gaulle, o grau de Cavaleiro da Legião de Honra.

                                                                                                                                                                   

 

E não para por aí, em 1950 Baker foi ainda crucial no processo de emancipação da população negra dos Estados Unidos. Além disso, apoiou o Movimento do Direitos Civis ao lado de  Martin Luther King e a NAACP (National Association for the Advancement of Colored People).

 

                                    

                                                                                                                           

E como já deu para perceber, essa mulher tem muita história, Josephin também adotou 12 órfãos de diferentes partes do mundo onde os chamava de “tribo arco-íris” e acabou criando-os sozinha.

 

      

                                                                                                                                                                

 

E assim como as pérolas de seus colares, Josephine Baker foi um exemplo de força, glamour e confiança. Um exemplo de super mulher que merece ser constantemente lembrada!


por Lucas Viceli

fashion designer.

Acompanhe todas as novidades

Coloque o seu e-mail se deseja receber promoções e novidades